O paciente é um italiano que viajou ao país no dia 17 de fevereiro, segundo a Reuters.

Ainda nesta terça-feira (25), mais quatro países da Europa confirmaram casos do novo vírus.

Policial e pedestres usam máscaras para se proteger do novo coronavírus em Teerã, no Irã, no dia 23 de fevereiro.

O vírus tem se espalhado pelo mundo. Ebrahim Noroozi/AP A Argélia confirmou o primeiro caso de Covid-19, o novo coronavírus, nesta terça-feira (25), segundo a agência Reuters.

Este é o segundo caso da doença no continente africano, já que o Egito já havia registrado um no dia 14 de fevereiro.

O paciente é um italiano que chegou à Argélia em 17 de fevereiro, de acordo com a agência.

O homem foi colocado em quarentena e a confirmação do vírus foi divulgada nesta terça pela a televisão estatal. O Ministério da Saúde do país disse que "reforçou o dispositivo de prevenção em torno do caso confirmado e a vigilância em todos os pontos de acesso" à Argélia. Itália sob atenção A Itália confirmou, nesta terça-feira (25), mais 4 mortes por Covid-19, 3 delas na região na Lombardia e outra na região de Veneto, ambas no norte do país. Com os novos registros, agora são 11 mortes por Covid-19 no território italiano, e 322 casos da doença.

Mais cedo, a Itália havia confirmado os primeiros casos da doença no sul de seu território - antes, os casos estavam concentrados no norte. Mais casos Mais cedo, outros quatro países europeus, todos próximos à Itália, diagnosticaram os primeiros pacientes com Covid-19: Áustria, Croácia, Espanha (continental) e Suíça.

As 4 nações afirmaram, durante coletiva de imprensa, que não vão fechar as fronteiras com o território italiano. A França também detectou mais 2 casos em seu território. Na China, epicentro do vírus, já são mais de 77,6 mil casos de infecção e mais de 2,6 mil mortes até o momento. Brasil O país ainda não teve casos confirmados.

Até a última atualização do Ministério da Saúde, nesta terça-feira (25), quatro casos estavam sendo monitorados como suspeitos para o novo coronavírus, todos no estado de São Paulo. A pasta também incluiu novos países na lista daqueles em monitoramento de casos suspeitos.

Agora, estão incluídos: Alemanha Austrália China Coreia do Sul Coreia do Norte Camboja Emirados Árabes Unidos Filipinas França Irã Itália Japão Malásia Tailândia Vietnã Singapura Initial plugin text Coronavírus: governos pelo mundo reforçam medidas pra evitar que surto se torne pandemia