Santuário foi reaberto na terça-feira (28).

Missa das 9h teve 980 fieis, segundo a administração.

Basílica que tem capacidade para 35 mil pessoas está com limite reduzido a mil pessoas.

Santuário tem primeira semana de celebrações Talita França/TV Vanguarda O Santuário Nacional de Aparecida abriu neste sábado (1°) o primeiro fim de semana de celebrações após quatro meses fechado.

De acordo com as novas regras para retomada das atividades, o interior da Basílica que chega a reunir 35 mil fiéis teve público reduzido a mil pessoas.

Neste sábado, a missa das 9h chegou a 980 pessoas e os portões do Santuário tiveram de ser fechados antes da celebração. O espaço estava fechado desde março, quando começou a valer o decreto de isolamento social.

Apesar do decreto federal incluir igrejas como atividades essenciais para reabertura, a justiça bloqueou a abertura do Santuário alegando risco de aglomeração e disseminação do vírus.

A reabertura foi determinada por decreto municipal. Missa das 9h contou com 980 fieis, quase capacidade máxima permitida por novas regras Talita França/TV Vanguarda As atividades no local foram retomadas nesta terça-feira (28) com uma série de regras.

Entre as determinações, a lotação do interior da igreja está limitada a mil pessoas -- a capacidade total é de 35 mil.

Neste sábado (1°) antes das 9h, horário da segunda missa, havia 980 mil pessoas dentro do Santuário e os portões tiveram de ser fechados.

Após a celebração, a igreja é fechada para a limpeza e reaberta para a missa das 12h, e em seguida às 16h e 18h.

Apesar disso, o espaço com o nicho onde está a imagem de Nossa Senhora segue aberto no fim de semana, das 5h até às 20h.

O local é fechado ao longo do dia por 15 minutos para higienização.

No complexo, apenas a visitação à Imagem de Nossa Senhora, a Capela das Velas, a loja de velas e a Sala das Promessas estão abertas.

Os demais espaços, turísticos e comerciais, permanecem sem funcionamento.