Boletim epidemiológico desta terça-feira (30) aponta 255 novos casos em 24 horas.

Mais 12 óbitos foram registrados entre os dias 23 e 29 de junho.

Exames Covid-19 Reprodução/EPTV Dados do boletim epidemiológico desta terça-feira (30) apontam mais 255 casos de Covid-19, chegando a 5.001 positivos em Ribeirão Preto (SP).

Mais 12 mortes foram registradas, e o total subiu para 156. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os óbitos ocorreram entre os dias 23 e 29 de junho.

Os pacientes tinham entre 23 e 88 anos, todos com histórico de doenças crônicas.

Veja o perfil das mortes informadas nesta terça-feira: 23/06: homem de 62 anos.

Tinha doenças cardiovascular e neurológica crônicas.

Estava em hospital público. 26/06: homem de 88 anos.

Tinha doenças cardiovascular e neurológica crônicas.

Estava em hospital público. 26/06: mulher de 68 anos.

Tinha hipertensão arterial.

Morreu em casa.

27/06: homem de 80 anos.

Tinha e diabetes e doença cardiovascular e neurológica crônicas.

Estava em hospital público.

27/06: homem de 55 anos.

Tinha doença pulmonar crônica e imunodepressão.

Estava em hospital público. 28/06: mulher de 23 anos.

Tinha doença neurológica crônica.

Estava em hospital particular. 28/06: homem de 46 anos.

Tinha doença renal crônica.

Estava em hospital público. 28/06: mulher de 69 anos.

Tinha doença cardiovascular crônica.

Estava em hospital público. 28/06: mulher de 66 anos.

Tinha diabetes.

Estava em hospital público. 28/06: homem de 62 anos.

Tinha esquizofrenia.

Estava em hospital público. 28/06: mulher de 73 anos.

Tinha doenças cardiovascular e pulmonar crônicas.

Estava em hospital público. 29/06: mulher de 59 anos.

Tinha doença renal crônica, obesidade, asma e síndrome metabólica.

Estava em hospital público. Os pacientes que têm entre 70 e 79 anos representam o maior número de óbitos por complicações do novo coronavírus, com 47 registros.

A faixa etária que vai dos 80 aos 89 anos soma 38 mortes.

Homens são 86 das vítimas fatais, o que representa 55% do total, enquanto mulheres são 70.

Internações Nesta terça-feira, a taxa de ocupação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou a 89,8%, com 150 pacientes internados nas 167 vagas disponíveis.

Embora ainda seja considerada alta, a situação é melhor do que a apresentada na segunda-feira, quando o índice chegou a 98,2%, com apenas três leitos restantes.

Na enfermaria, 45 dos 250 leitos estão vagos, o que representa 82% de índice de internação.

O governo de São Paulo anunciou nesta terça-feira que 12 cidades que fazem parte da Diretoria Regional de Saúde 13, com sede em Ribeirão Preto, vão receber 34 novos respiradores para o tratamento de pacientes graves até quinta-feira (2). A chegada dos aparelhos deve desafogar o sistema de saúde da região que está com taxa média de ocupação de leitos para coronavírus em 82%. Esta matéria está em atualização