Número de doações diminuiu 20% com a pandemia do novo coronavírus.

Para doar é preciso realizar um cadastro pela internet.

Doações de leite humano continuam sendo recebidas durante o período de pandemia Daiane Mendonça/Governo de RO/Divulgação O Banco de Leite Humano Santa Ágata, em Porto Velho, está pedindo doação de leite materno para os bebês que estão internados.

A Semana Estadual de Doação de Leite Humano teve início no dia 19 de maio e vai até a próxima segunda-feira (25). De acordo com a coordenação do banco, devido a pandemia não será realizado nenhum evento em alusão a essa semana, que tem como objetivo objetivo sensibilizar a sociedade sobre a importância do leite humano, mas as doações continuam sendo realizadas. Para participar, a mulher precisa fazer um cadastro pela internet para verificar se está apta a doar o leite.

Com o cadastro aprovado, a doadora vai receber um kit de frascos estéreis, touca e máscara para o momento da coleta, assim como orientação de como realizar o procedimento.

Depois, uma equipe do Banco de Leite vai até a casa da mulher para buscar a doação. Segundo o Banco Santa Ágata, esse leite é destinado aos bebês prematuros e de baixo peso que estão internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) e Unidade Intermediária, e também aos que estão no Método Canguru.

Por mês são recebidos cerca de 53 litros de leite, o que não é suficiente para atender toda a demanda.

Atualmente apenas 30 mulheres estão cadastradas como doadoras, mas devido a pandemia, o volume de doações diminuiu cerca de 20%. O Banco de Leite Humano Santa Ágata fica anexo ao Hospital de Base Dr.

Ary Pinheiro, localizado na Avenida Jorge Teixeira na capital.