São 27 profissionais, sendo que 22 estavam na linha de frente da pandemia.

Mais de 200 novos médicos antecipam formatura e reforçam luta contra a Covid-19 no Pará O Pará é o segundo estado com mais mortes de médicos com complicações da Covid-19 no Brasil.

São 27 profissionais, sendo que 22 estavam na linha de frente da pandemia.

O estado fica atrás somente do Rio de Janeiro, que registrou 30 falecimentos. Diante das perdas, o estado ganhou reforço de novos profissionais recém-formados para atuarem pelas vidas de infectados pelo novo coronavírus.

O momento é marcado pelas formaturas virtuais e entusiamo dos novos médicos que passam a atuar na pandemia.

Segundo o Conselho Regional de Medicina, 281 ex-estudantes foram inscritos entre de abril e maio.

Nesta sexta, 69 novos médicos se formaram em Belém. "Essas formaturas ocorrem nesse cenário extremamente crítico, onde a gente precisa de mais profissionais de saúde.

Ainda mais pois tivemos muitos afastamentos de médicos que estavam em situações consideradas de maior risco ou adoeceram", afirmou Marília Xavier, diretora do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa). Chamado de 'pai' por colegas de trabalho, médico morre com Covid-19 em Belém Chamado de pai pela equipe de hospital, médico luta contra a Covid-19 em Belém Initial plugin text