(Foto:Eduardo Maduro)

Uma coletiva de imprensa foi realizada na manhã desta quarta-feira (18) para apresentar ao público o Comitê de Enfrentamento criado pela Prefeitura de Presidente Venceslau, visando o combate ao Coronavírus (COVID-19). Medidas do decreto publicado ontem também foram discutidas pelo prefeito Jorge Duran Gonçalez e demais secretários. 

 

Duran solicitou o apoio e atenção da população para as medidas divulgadas em decreto. Até ontem pela manhã, o município não havia registrado casos suspeitos ou confirmados da doença, mas a prevenção deve ser realizada para que o cenário não seja alterado nos próximos dias. 

 

Caso o paciente apresente os sintomas de febre, coriza e tosse, a orientação do Poder Público é para que a pessoa procure as Unidades Básicas de Saúde (UBS), os populares postinhos, ou mesmo o Posto de Saúde Central. As equipes destes locais já foram orientadas para realizarem a notificação junto aos órgãos competentes. 

 

O paciente com suspeita de Coronavírus só deverá procurar a Santa Casa de Misericórdia em casos extremos, como dificuldade para respirar e outras complicações. Com a disseminação do assunto, o Pronto-Socorro da unidade de saúde permaneceu lotado nos últimos dias, fato que dificultou o atendimento aos casos de urgência e emergência. 

 

Conforme Susi Bonifácio, administradora hospitalar da unidade e integrante do Comitê de Enfrentamento ao COVID-19, a Santa Casa dispõe hoje de 10 leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No caso de um paciente diagnosticado com a doença ser internado no hospital, ele deverá permanecer em um dos dois leitos com estrutura necessária para oferecer o isolamento dos demais pacientes e profissionais da unidade. “Um paciente diagnosticado com Coronavírus pode custar três vezes mais que um da dengue”, alertou a administradora. 

 

A Santa Casa anunciou ainda a restrição de visitas aos pacientes da unidade, uma vez que o fluxo de pessoas pode facilitar a disseminação do vírus. Em relação aos pacientes em quarentena que eventualmente podem surgir nos próximos dias, o pedido aos familiares e amigos é para que se comuniquem através de aparelhos eletrônicos como o celular e o computador, em detrimento ao contato pessoal. 

 

Jorge Duran também pediu ao público que integra a faixa de risco da doença – idosos com mais de 60 anos e pacientes com problemas respiratórios – para que evitem a circulação nas ruas, principalmente em ambientes com aglomerações, como eventos privados, feiras, estabelecimentos fechados, cerimônias religiosas, atividades esportivas, entre outros. “Todos devem evitar aglomerações”, afirmou. 

 

Idas para as Estratégias Saúde da Família (ESFs) deverão ser controladas. Todas as unidades de saúde podem virar pontos de contágio nos próximos dias. Nos casos em que o paciente precisa deixar seus exames para consulta, a orientação é para que deixem estes exames com as enfermeiras e retornem para suas casas. “São medidas duras e necessárias. Não podemos deixar que isso se agrave”, pediu Fernando Hamada, secretário municipal de saúde. 

 

Hamada esclareceu que automedicação nunca é recomendada, muito menos em casos suspeitos do COVID-19. O uso de medicamentos ainda não foi completamente testado em pacientes diagnosticados com a doença. Recentemente, as autoridades competentes divulgaram que o uso de Ibuprofeno é contraindicado em casos de suspeita de Coronavírus. 

 

As viagens de pacientes para os Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) de Dracena e Presidente Prudente, bem como outras viagens para São Paulo, Barretos, Jaú e demais localidades efetuadas com pessoas atendidas pela Secretaria Municipal de Saúde serão mantidas. Contudo, os munícipes que apresentarem os sintomas do Coronavírus devem evitar o contato com outros pacientes, de modo a evitar a transmissão do vírus para pessoas vulneráveis. 

 

Na área da educação, as aulas serão suspensas nas instituições de ensino municipais a partir do dia 23, em conformidade com Decreto Estadual publicado na semana passada. No período de recesso, alunos dos ensinos infantil e fundamental deverão realizar atividades em casa. Segundo Daiana Belaz, secretária municipal de educação, as atividades devem ser retiradas pelos pais ou responsáveis na sede da Semec nas segundas-feiras e deverão ser entregues nas sextas. 

 

A questão econômica também preocupa o Poder Público Municipal. Apesar de várias medidas serem adotadas constantemente pelas lideranças das esferas Estadual e Federal, nenhuma prevê o aumento do repasse aos municípios no setor da saúde, que será diretamente impactado nas próximas semanas. Diante disso, o prefeito e presidente da União dos Municípios do Pontal (Unipontal) planeja levar ao Congresso Nacional uma proposta para que 5% do orçamento destinado à Educação em 2020 seja redirecionado para a saúde, tendo em vista o recesso no qual as escolas vão passar. 

 

Em relação aos estabelecimentos que promovem eventos fechados, o Poder Público anunciou que novos alvarás não serão concedidos. No entanto, outras recomendações para estes locais ainda não foram discutidas pelo Comitê de Enfrentamento. 

 

O decreto publicado na quarta-feira declarou estado de emergência no município e informou sobre as medidas que serão tomadas nas repartições e setores públicos nos próximos dias. Veja as principais mudanças: 

 

- Suspensão por prazo indeterminado das viagens de funcionários públicos municipais a serviço do município, exceto quando avaliados e autorizados pelo Chefe do Poder Executivo Municipal; realização de eventos públicos com aglomeração de pessoas, de qualquer natureza, em espaço fechado; expedição de alvará para realização de eventos privados, de qualquer natureza, em recintos fechados; reuniões em grupo realizados pela Estratégia Saúde da Família (ESFs), incluindo CAPs; aulas presenciais da Secretaria Municipal de Educação, inclusive nas creches; transporte público municipal, exceto os destinados à Secretaria Municipal de Saúde; atividades em grupo realizadas no Centro de Convivência do Idoso (CCI), Cras, Creas e projetos; atividades no CEU das Artes, Biblioteca Municipal, Projeto Guri e Banda Municipal Juquinha Rodrigues; e eventos ou competições esportivas de responsabilidade da Secretaria Municipal de Esportes; 

 

- Concessão de licença prêmio ou férias compulsórias para os servidores com mais de 60 anos e os pertencentes ao grupo de risco (definido pelo protocolo do Ministério da Saúde), sendo que para os servidores da Secretaria de Educação esse prazo será a partir do dia 23 de março. 

 

- Suspensão da concessão de férias e demais afastamentos aos servidores da Secretaria de Saúde, exceto para os integrantes do grupo de risco; 

 

- Casos suspeitos notificados à Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Epidemiológica serão atendidos de maneira preferencial nas unidades de saúde do município; 

 

- Será considerado abuso do poder econômico a elevação de preços, sem justa causa, com o objetivo de aumentar arbitrariamente os preços dos insumos e serviços relacionados ao enfrentamento do COVID-19.  


(Por Eduardo Maduro/Integração Regional)

Deixe seu Comentário