Visitante é flagrada com informações bancárias na penitenciária de Osvaldo Cruz

As informações estavam escondidas entre absorventes

(Imagem: Portal Bueno / Ilustrativa / Internet)

No último sábado (25), uma mulher foi flagrada com dois absorventes femininos contendo extratos bancários e folhas sobre depósitos e cadastros de presos, ao tentar entrar na Penitenciária de Osvaldo Cruz durante período de visita.

De acordo com informações da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste), a mulher tentava esconder os absorventes enrolados nas mãos. “Além dos extratos, que não possuíam dados sobre os proprietários da conta, foram encontrados ainda seis folhas de depósito bancário”, informou.

Além desse registro, a Croeste registou diversas tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos em presídios da região.

Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

Outros casos

Presidente Bernardes
Na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes, no último domingo (26), duas visitantes foram surpreendidas tentando entrar com objetos proibidos na unidade. Durante procedimento de revista pelo escâner corporal, agentes flagraram com as mulheres celulares escondidos em suas genitálias.


Mirandópolis
Também no domingo (26), na Penitenciária “ASP Lindolfo Terçariol Filho”, a P2 de Mirandópolis, por volta das 7h45, durante averiguação de pertences de visitantes, agentes acharam dentro de uma sacola de roupas três cartões de memória que seriam entregues para um reenducando da unidade.

Martinópolis
Na Penitenciária “Tacyan Menezes de Lucena” de Martinópolis, no domingo, um visitante, irmão de um sentenciado, tentou entrar na unidade com 140g de maconha. O entorpecente estava entre duas cuecas costuradas uma na outra, sendo visualizado no momento em que o homem passou pelo escâner corporal. Na mesma data, uma visitante foi pega com um invólucro inserido em suas partes íntimas. O objeto foi detectado pelo equipamento de escâner corporal. Dentro do invólucro, havia um micro celular e um chip de memória.

Flórida Paulista
Na Penitenciária “AEVP Cristiano de Oliveira”, de Flórida Paulista, no sábado, dia 25, agentes apreenderam micro aparelho celular com uma visitante logo após ela passar pelo equipamento de escâner corporal. Ainda na mesma data, houve a apreensão de outro celular e um chip. Os acessórios estavam com uma visitante e foram identificados pelo escâner corporal.

Pacaembu
No Centro de Detenção Provisória II de Pacaembu, no dia 26, uma visitante foi surpreendida tentando entrar a unidade com numeração de celular escrito na parte inferior e interna da calça de academia, em claro flagrante de tentativa de burlar a vigilância. Na mesma data, durante a saída, uma visitante, irmã de um sentenciado, foi surpreendida tentando sair da unidade com um envelope contendo bilhetes com números de telefones celulares e cartas, sem que as mesmas passassem pelo setor de controle de correspondência.

Portal Bueno.

Comentários